NOTÍCIAS
Coisas do outro mundo
21/12/2020

Alinhamento entre Júpiter e Saturno: como observar a conjunção?

Compartilhar:
Foto: Unsplash

Seu ápice ocorrerá no dia 21, data que marca o solstício de verão no Hemisfério Sul

Nesta segunda-feira (21), acontece o alinhamento entre Júpiter e Saturno, um dos eventos astronômicos mais aguardados de 2020.

 

O fenômeno poderá ser visto de qualquer lugar do Brasil a olho nu, desde que as condições climáticas sejam favoráveis.

 

Durante a “grande conjunção”, como o encontro é conhecido, os dois corpos celestes estarão alinhados de tal maneira que parecerão formar uma espécie de disco duplo, fazendo um grande espetáculo no céu noturno.

 

Veja também

 

ON transmite hoje, ao vivo, observação de fenômeno astronômico raro

 

De olho no céu: eclipse solar parcial poderá ser visto hoje; saiba horário

 

O alinhamento total começou nessa quarta-feira (16), podendo ser visualizado inicialmente nas regiões mais próximas à linha do Equador, e vai até o dia do Natal. Mas o seu ápice ocorrerá no dia 21, data que marca o solstício de verão no Hemisfério Sul.

 

Júpiter e Saturno em destaque no céu.

 

Quem perder a chance de ver a conjunção entre Júpiter e Saturno em 2020 precisará aguardar até 2080 para ter uma oportunidade com condições semelhantes. E depois desta última, um alinhamento tão visível só acontecerá por volta de 2400.

 

Um pouco de história


Também apelidada de “estrela de Belém” e “beijo de Natal”, devido à época em que acontecerá desta vez, a aproximação entre os dois maiores planetas do Sistema Solar ocorre a cada 19,85 anos. Mas nem sempre eles chegam tão perto um do outro como agora.

 

A última vez em que Júpiter e Saturno tiveram um alinhamento tão próximo quanto o de 2020 foi em 1623, ou seja, há 400 anos. E em condições similares às de agora, acontecendo no período noturno, o evento mais recente aconteceu em 1226, ainda durante a Idade Média.

 

Esse fenômeno marca o tempo em que os dois gigantes gasosos levam para se encontrar alinhados, após concluírem a órbita ao redor do Sol. Enquanto Júpiter faz o percurso em “apenas” 11,86 anos, Saturno demora um pouco mais para finalizar o trajeto: 29,4 anos.

 

Vale ressaltar que ambos não estarão no mesmo plano durante o evento nem tão perto quanto possa parecer observando da Terra. É tudo uma questão de perspectiva. Eles ficarão em pontos distintos do céu e separados por aproximadamente 700 milhões de quilômetros de distância.

 

Como observar a conjunção


No dia 21, cerca de uma hora após o pôr do Sol, já será possível ver a conjunção entre Júpiter e Saturno. Para tanto, olhe rumo ao oeste e localize o alinhamento formado em um ponto mais baixo do céu, caracterizado por dois objetos de grande brilho.

 

Maior e mais brilhante, Júpiter estará à esquerda, apresentando uma luminosidade esbranquiçada. Já Saturno poderá ser visto à direita, mostrando um brilho de tom alaranjado.

 

Ilustração da NASA ajuda a identificar os dois astros celestes.

Fotos: NASA

 

Para uma vista mais ampla, o ideal é estar em local aberto, sem prédios e árvores nas proximidades, além de ter pouca luminosidade artificial. Também é essencial que o céu não tenha nuvens na hora do fenômeno.

 

Se você tem um telescópio, mesmo que mais simples, poderá observar o alinhamento com um nível de detalhes mais amplo, vendo as quatro maiores luas de Júpiter orbitando o planeta, por exemplo. Até mesmo os binóculos oferecem algumas vantagens.

 

No YouTube, será possível acompanhar uma transmissão ao vivo realizada pelo Planetário Rubens de Azevedo, no Ceará. A live contará com comentários do professor Dr. Ednardo Rodrigues, da equipe do Grupo de Astronomia da Seara (GAS Interestelar).

 

 

Apps que podem ajudar na observação

 

Caso tenha dificuldade para localizar os planetas no céu, uma dica interessante é apostar nos apps de astronomia. Muito fáceis de usar, eles ajudam a encontrar os astros celestes pelo celular, rapidamente.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.

Entre no nosso Grupo de WhatApp. 

 

Entre as melhores opções, há o Stellarium, Google Sky Map e o Star Chart.

 

Fonte: Tecmundo

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2021. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.