NOTÍCIAS
Bizarro
25/07/2021

Astrônomos encontram planeta infernal que chove ferro líquido

Compartilhar:
Foto: Mike Lacoste via Pixabay.

Pode-se dizer que esse planeta fica chuvoso à noite, exceto pela peculiaridade de chover ferro”, disse o líder do projeto David Ehrenreich, da Universidade de Genebra, em comunicado de imprensa.

Os cientistas descobriram um exoplaneta extremamente infernal, onde a atmosfera é tão rica em ferro que o elemento literalmente chove do céu.

 

“Pode-se dizer que esse planeta fica chuvoso à noite, exceto pela peculiaridade de chover ferro”, disse o líder do projeto David Ehrenreich, da Universidade de Genebra, em comunicado de imprensa.

 

Veja também

 

Asteroide gigante passará 'próximo' à Terra, neste sábado

 

Você sabe quanto custa uma viagem ao espaço? Confira valores

 

Ventos de ferro


Usando o Observatório Europeu do Sul (ESO), os astrônomos encontraram o bizarro exoplaneta, chamado de WASP-76b, a 640 anos-luz de distância na constelação de Peixes.

 

O WASP-76b tem temperaturas e uma composição química bastante bizarras, de acordo com o comunicado de imprensa do ESO, onde dias extremamente quentes vaporizam o ferro do planeta – e à noite o planeta esfria, o ferro condensa e cai como chuva metálica.

 

O WASP-76b está em uma rotação sincronizada, de acordo com uma pesquisa publicada quarta-feira na revista Nature. Isso significa que uma mesma metade do planeta está sempre de frente para o sol e a outra está em uma noite permanente.

 

Assim, quando o ferro vaporiza no hemisfério mais quente, é transportado para o lado noturno com fortes ventos. Quando as nuvens chegam no lado do WASP-76b que está na escuridão eterna, forma-se, então, uma tempestade de ferro.

 

Novas ferramentas


A equipe realizou a análise detalhada com uma ferramenta chamada ESPRESSO. Originalmente destinada a meramente identificar exoplanetas, o ESPRESSO é particularmente eficiente em estudar estes depois de serem encontrados.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.

 

Entre no nosso Grupo de WhatApp.
 

“O que temos agora é uma maneira totalmente nova de rastrear o clima dos exoplanetas mais extremos”, disse Ehrenreich.

 

Fonte: Universo

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2021. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.