NOTÍCIAS
Política
28/01/2021

Bolsonaro manda para a 'puta que pariu' a notícia de que ele comprou 2,5 milhões em latas de leite condensado e manda enfiar tudo no 'rabo' dos jornalistas. VEJA VÍDEO

Compartilhar:
Foto: Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro rebateu, durante evento nesta quarta-feira (27), as críticas da compra milionária de seu governo com alimentação e alegou que a compra não foi destinada apenas para a presidência da República, mas sim para atender o Exército e ministérios, como os da Cidadania e Educação.

 

“Quando eu vejo a imprensa me atacar, dizendo que comprei 2 milhões e meio de latas de leite condensado, vai pra puta que eu pariu, imprensa de merda! É pra enfiar no rabo de vocês da imprensa essas latas de leite condensado”, disse Bolsonaro em reunião com a presença de ministros e apoiadores.

 

A declaração do presidente foi seguida por gritos de “mito” por parte de seguidores.

 

Veja também

 

Nunes Marques deve selar destino de Lula no Supremo

 

Após crise da vacina, sem máscara Bolsonaro vai a festa da embaixada da Índia: 'Irmãos'. VEJA

 

O governo federal gastou mais de 1,8 bilhão em compras de alimentos em 2020, 20% a mais do que o gasto em 2019. O levantamento foi feito pelo Metrópoles no domingo 24, com base no Painel de Compras atualizado pelo Ministério da Economia.

 

Só em alfafa, foram gastos mais de um milhão de reais (R$ 1.042.974,22). Em farelo, mais de 3 milhões (R$ 3.897.145,01). Com leite condensado, um dos alimentos prediletos de Bolsonaro, foram gastos mais de 15 milhões (R$ 15.641.777,49).

 

O Ministério da Defesa é a pasta que efetuou a maior parte das compras, com os montantes mais altos, 632 milhões no total. O Ministério da Educação aparece em segundo com 60 milhões em compras de alimentos. Em nota enviada à reportagem, o Ministério da Economia justificou que a maior parte desse tipo de despesa está no Ministério da Defesa “porque se refere à alimentação das tropas das forças armadas em serviço”. E que “toda despesa efetuada pela Administração Pública Federal está dentro do orçamento”.

 

Também em nota as Forças Armadas justificaram que o órgão tem a responsabilidade de promover a saúde do seu efetivo, composto de 370 mil pessoas, por meio de uma dieta balanceada diária. E que, por isso, é compreensível que a maior parte dos gastos com alimentação se dê na pasta.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.

Entre no nosso Grupo de WhatApp.

 

 Fonte: O Tempo

VEJA VÍDEO:

COMENTÁRIOS
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2021. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.