NOTÍCIAS
Manaus
03/10/2020

Curso de Medicina Veterinária da Universidade Nilton Lins mostra próteses 3D para animais mutilados

Compartilhar:
Foto: Divulgação

A tecnologia, as inovações e materiais, como próteses em 3D, tornam-se mais acessíveis e adaptáveis, funcionando como suporte a pequenos animais, em especial.

Animais com deficiências congênitas ou adquiridas não tinham muita expectativa de vida, há 20 anos. Não raramente, acabavam submetidos à eutanásia – até porque às vezes não eram bem aceitos pelos tutores.

 

Nesta última década os esforços da medicina veterinária avançaram sobre essa demanda. A tecnologia, as inovações e materiais, como próteses em 3D, tornam-se mais acessíveis e adaptáveis, funcionando como suporte a pequenos animais, em especial.

 

Atualmente as impressões tridimensionais (3D) são um recurso importante na Medicina Veterinária. Com essa tecnologia, podem ser realizadas impressões de órteses e próteses em diferentes materiais, de acordo com individualidades e necessidades de animais que perderam membros, bicos, dentes ou cascos, por exemplo.

 

Veja também 

 

Concurso leiteiro é destaque na IV feira de agronegócios

 

IV Feira de Agronegócios da Universidade Nilton Lins será realizada em novo formato


Sobretudo durante a pandemia, as famílias se aproximaram dos pets, evidenciando ainda mais a responsabilidade que elas devem ter no tratamento de doenças e condições como deficiência, paralisia, lesões e acidentes. É nesse contexto que se destacam soluções em próteses e órteses veterinárias.

 

 

A Startup Lazuz3D tem como foco se aliar a professores, alunos e pesquisadores para expandir cada vez mais o desenvolvimento de soluções. Em hebraico, Lazuz significa movimentar, bastou um cachorro que foi amputado para tocar o nosso coração e com buscamos aplicar incansavelmente para proporcionar melhor qualidade de vida pra ele.

 

Foto: Divulgação 

 

Algo que nos fez questionar quantos outros animais sofrem da mesma maneira, sem falar nos que são sacrificados. Com a ajuda de professores, alunos e pesquisadores da medicina veterinária acreditamos que podemos levar ao limite a inovação e explorar as fronteiras da medicina veterinária!

 

A impressão das órteses e próteses que vêm da tecnologia 3D tem como ponto de partida um trabalho detalhado de digitalização das dimensões e formatos da parte do corpo dos animais que irão recebê-las.

 

"Há menos de 10 a patente relacionada a impressão 3D. Dando início a popularização da manufatura aditiva. Essa tecnologia é capaz de prover muitos benefícios, aliada com a pesquisa, a medicina veterinária está avançando como nunca, soluções únicas e de preço acessível", como diz o empresário Ariel Amzalak. As imagens foram levadas ao computador para que fossem verificadas as medidas e características individuais.

 

Órteses são suportes fixados na parte externa do corpo do animal. Dispositivos assim são utilizados para auxiliar na locomoção ou imobilizar regiões lesionadas durante a reabilitação.

 

Materiais ajustáveis, como neoprene e termoplásticos, são utilizados para tratar articulações de joelho, cotovelo e quadril, por exemplo. Cadeiras de rodas e talas para membros são algumas dessas soluções.


Já as próteses substituem partes do corpo que foram perdidas ou tiveram sua função comprometida. Próteses animais ortopédicas podem ser utilizadas na parte externa do corpo do animal, em substituições de membros. Além disso, o recurso é muito utilizado em cirurgias internas, a fim de reproduzir a função das articulações.


Alguns dispositivos podem apresentar custo elevado. Por isso, muitos tutores adaptam equipamentos para evitar a eutanásia. O problema, nesses casos, é que sem o acompanhamento médico adequado o animal pode ter mais dificuldade na adaptação e desenvolver outras comorbidades, principalmente envolvendo órteses.


A adaptação dos animais a próteses e órteses pode ser difícil e demorada. Por isso, uma abordagem multidisciplinar confere resultados melhores a esse tipo de procedimento. A fisioterapia veterinária, por exemplo, ajuda na avaliação dos sistemas comprometidos para conduzir a adaptação e reabilitação.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.
Entre no nosso Grupo de WhatApp  


Para tornar mais assertiva a indicação de determinado suporte, o médico veterinário deve considerar o peso que será depositado sobre a prótese ou órtese, observar sinais de dor e considerar a mobilidade possível durante a reabilitação.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.