NOTÍCIAS
Educação
01/02/2020

Estudando oito horas por dia, maranhense conquista 1º lugar com maior nota de corte em medicina do país

Compartilhar:
Foto: Divulgação

Alexandre Magno acertou 155 das 180 questões do Enem 2019

Ano após ano, o desafio de ser aprovado no vestibular deixa milhões de estudantes apreensivos em todo o Brasil. Não bastasse o nervosismo para a prova em si, o ranking gerado pelo sistema de seleção do Ministério da Educação (MEC) também gera muita expectativa.

 

Se ser aprovado, independente do curso, já é uma baita conquista, ser aprovado em uma boa colocação é motivo para ainda mais festa. Ser aprovado em primeiro lugar em um curso disputadíssimo como o de medicina, então, é uma alegria que o maranhense Alexandre Magno, de 18 anos, contou ao G1 como é sentir. Ele foi o primeiro colocado no ranking do curso na Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

 

Uma alegria que, esse ano, teve um acréscimo importante. O curso de medicina na UFMA, na modalidade ampla concorrência, registrou a nota de corte mais alta para o curso no país: 928,13.

 

Veja também 

 

Em 4 pontos, os erros que transformaram o Enem 2019 em crise

 

Funcionários do MEC afirmam que resultado do Enem não é 100% confiável

 

Alexandre, que acertou 155 das 180 questões do exame, conquistou 967.06 pontos. Nota impulsionada pela bonificação de 20% na nota final para os candidatos que tenham cursado o último ano do ensino fundamental e o ensino médio completo em escolas públicas ou privadas do estado do Maranhão.

 

Veja como foram as notas de corte para medicina nas universidades de todo país

 

"Estudava o máximo o possível, às vezes chegava a oito horas estudando. Dia de domingo eu passava o dia estudando, fazia exercícios, depois tirava umas quatro horas para descansar e depois dormir", explicou Alexandre ao G1, ressaltando que também separava tempo para hobbies, como academia e artes marciais.

 

Assim como qualquer estudante, Alexandre também tinha desafios para superar. Segundo a professora de redação Nazaré Martins, o grande trunfo do futuro médico foi saber aceitar e aprender com os próprios erros.

 

"Alexandre tem uma característica de muita determinação. No começo, ele tinha dificuldades de leitura, mas começou a gostar de ler e o texto foi melhorando. Ele corrigia a redação toda semana, independente se gostava do tema ou não, e sempre teve uma aceitabilidade muito grande para aprender com os erros. Ele também é muito tranquilo e se preparou para todas as disciplinas"

 

Assista a entrevista completa de Alexandre Magno clicando no vídeo acima.

 

Sisu em 9 pontos


As inscrições vão de 21/1 a 26/1


É possível escolher dois cursos (primeira e segunda opção)


O sistema atualiza uma vez ao dia e muda a ordem dos inscritos conforme a nota do Enem


A primeira atualização será divulgada a partir da 0h de 23/1


Recomenda-se que o estudante entre no sistema uma vez ao dia para saber se a disputa pela vaga ainda é viável ou se prefere mudar de curso
O resultado da chamada regular sai no dia 28/1


Se for aprovado na segunda opção de curso, o candidato não será incluído na lista de espera da primeira opção


O prazo para escolher participar da lista de espera é de 29/1 a 04/2


A convocação da lista de espera será no dia 7/2 a 30/4


Cronograma do Sisu 2020


Abertura das inscrições: 21 de janeiro (terça-feira)


Fim das inscrições: 23h59 de 26 de janeiro (domingo)


Resultado: 28 de janeiro


Prazo para participar da lista de espera: 29/1 a 04/2


Convocação dos candidatos em lista de espera: 07/2 a 30/4


Quando abre Prouni?


O Programa Universidade Para Todos (Prouni) oferece bolsas de estudo parciais (que cobrem 50% da mensalidade) e integrais em universidades privadas em cursos de graduação e de cursos sequenciais de formação específica.

 

O programa tem dois critérios de avaliação: desempenho no Enem e a avaliação da renda familiar.

 

Cronograma do Prouni 2020:

 

Início das inscrições: 28 de janeiro


Fim das inscrições: 31 de janeiro


Primeira chamada: 4 de fevereiro


Entrega dos documentos para garantir a matrícula: 4 a 11 de fevereiro


Segunda chamada: 18 de fevereiro


Entrega dos documentos para garantir a matrícula: 18 a 28 de fevereiro


Adesão à lista de espera: 6 a 9 de março


Quando abre o Fies 2020?


O Programa de financiamento Estudantil (Fies) é um programa de financiamento para estudantes cursarem o ensino superior em universidades privadas e, atualmente, possui duas categorias: a primeira, oferece vagas com juros zero para os estudantes com renda mensal familiar de até três salários mínimos.

 

Já a segunda, chamada P-Fies, é direcionada para os estudantes com renda mensal familiar de até cinco salários mínimos.

 

MEC prevê reduzir número de vagas do Fies a partir de 2021


Fies 2020: MEC divulga cronograma de programa de financiamento para estudantes do ensino superior


Cronograma do Fies 2020:

 

Inscrições: 5 a 12 de fevereiro


Pré-seleção: 26 de fevereiro


Chamada da lista de espera: 26 de fevereiro a 31 de março


Enem 2020


Neste ano, o Inep deverá testar uma versão totalmente digital do Enem.

 

O projeto é piloto e não será aplicado a todos os participantes. A ideia é testar o modelo para 50 mil candidatos de 15 capitais.

 

Enem vai ser 100% digital até 2026, diz Inep


Os participantes poderão escolher no momento da inscrição se querem aderir ao modelo digital ou se preferem fazer a prova escrita tradicional. As 50 mil vagas serão preenchidas por ordem de chegada. O valor da taxa será o mesmo.

 

O Enem digital em formato piloto acontecerá nos dias 11 e 18 de outubro.

 

Já o Enem regular acontecerá em 1º e 8 de novembro.

 

Confira abaixo alguns pontos da mudança:

 

Mapa mostra as 15 capitais brasileiras que participaração da primeira edição do Enem digital, em 2020, em projeto-piloto — Foto: Rodrigo Sanches/G1

 

A aplicação em 2020 será em 15 capitais brasileiras: Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), São Paulo (SP);


A adesão dos candidatos será opcional no ato de inscrição, até um total de 50 mil participantes, o equivalente a 1% do total de participantes;
O valor da inscrição será o mesmo para todos os participantes;


O Inep estima investir cerca de R$ 20 milhões no projeto-piloto de 2020, e não pretende comprar novos computadores, mas sim usar equipamentos de instituições de ensino localizadas nas cidades participantes;


Entre 2021 e 2025, o Inep ampliará o número de aplicações do Enem digital, ainda em formato piloto e participação opcional;


A partir de 2026, o Enem será 100% digital;

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram. 
Entre no nosso Grupo de WhatsApp.


Tanto as provas objetivas quanto a prova de redação serão feitas em formato digital no piloto;
O Enem para Pessoas Privadas de Liberdade (PPL) só passará ao formato digital a partir de 2026.

 

G1

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.