NOTÍCIAS
Plantão Policial
17/02/2020

Indiciado e preso na 'Operação Maus Caminhos' por corrupção (acusado de receber 1 milhão em propina), Afonso Lobo se vê livre da tornozeleira eletrônica que usava há quase dois anos

Compartilhar:
Foto: Reprodução

Afonso Lobo é acusado de receber mais de 1 milhão em propina para favorecer o esquema de desvio de recursos públicos da Saúde

A partir de agora, após um ano e 9 meses, o ex-secretário estadual de Fazenda Afonso Lobo não usará mais tornozeleira eletrônica.

 

A decisão é da desembargadora Mônica Sifuentes, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), em Brasília.

 

Acusado de receber 1 milhão em propina do médico e empresário Mouhamad Moustafa, Afonso Lobo foi preso em fevereiro de 2018 e solto abrilpor determinação da Terceira Turma do TRF. Desde então, Lobo passou a usar tornozeleira eletrônica.

 

Ele era amigo de Mouhamad Moustafa, apontado pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal como o chefe da quadrilha que desviou mais de 100 milhões da Saúde no Amazonas, 

 

Lobo, que estava proibindo de sair de Manaus, agora já pode viajar, desde que a Justiça autorize.

 

Veja trecho da decisão da desembargadora:

 

“Defiro em parte o pedido de liminar e revogo as medidas cautelares de monitoração eletrônica imposta ao paciente, bem como a proibição de ausentar-se da comarca do seu domicílio, tão somente, devendo seus eventuais afastamentos do distrito da culpa ser objeto de prévia autorização do Juízo impetrado, para que não conflitem ou gerem prejuízos ou atrasos aos atos processuais a serem praticados na ação penal de fundo”.

 

De acordo com denúncia feita à Justiça pelo Ministério Público Federal (MPF), Afonso Lobo recebeu de Mouhamad mais de R$ 1 milhão em propina, paga com dinheiro público, para favorecer o esquema de desvio de recursos públicos da Saúde revelado a partir da Operação Maus Caminhos.

 

Segundo o MPF, a participação de Afonso Lobo no esquema de corrupção veio à tona com a deflagração da Operação Custo Político, em dezembro de 2017, desdobramento da Operação Maus Caminhos.

 

Entre maio de 2014 a agosto de 2016, ele recebeu de Mouhamad ingressos para a final da Copa do Mundo de Futebol, ingressos para o show de Roberto Carlos, ingressos para o evento Villa Mix e para o show de Wesley Safadão, além de vinhos raros, pagamento de diárias em hotel em Brasília, cessão de carro e motorista em Brasília/São Paulo e transferências para a empresa Lorcam Consultoria Financeira Ltda-ME, pertencente a Afonso Lobo.

COMENTÁRIOS
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.