NOTÍCIAS
Plantão Policial
24/11/2020

Motoboy é espancado por vigilante e grupo de moradores de condomínio de luxo no bairro do Parque Dez de Novembro. VEJA VÍDEOS

Compartilhar:
Foto: Divulgação

O motoboy mostra os ferimentos no rosto e em um dos braços

Vigilantes e moradores do condomínio de luxo Maron, localizado no bairro do Parque Dez de Novembro, Zona Centro-Sul de Manaus, foram parar no 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP).


O fato aconteceu na noite da última segunda-feira, 23, depois de aplicarem uma surra em um motoboy identificado como Anderson Souza, 30 anos, que ficou com várias escoriações no corpo.


A confusão começou quando o motoboy que trabalha com entrega no sistema de delivery chegou à portaria do condomínio e se sentiu desacatado pelo vigilante. O motoboy foi chamado de “preguiçoso”, porque Anderson se negou a deixar o pedido do cliente na porta de seu apartamento.

 

Veja também

 

IMAGENS FORTES! Motociclista morre na hora e homem que viajava na garupa fica em estado grave após violenta colisão na Zona Leste de Manaus

 

IMAGENS FORTES! Entregador de água e gás morre na hora após bater motocicleta em poste de energia elétrica na Avenida Autaz Mirim, Zona Leste de Manaus. VEJA VÍDEO

O motoboy explicou que já estava acertado com o cliente que deixaria a entrega na portaria e, mesmo assim, o vigilante continuou com as ofensas.

 

O vigilante acusado de ofensa moral e

de iniciar a agressão física ao motoboy

 

Quando Anderson começou a revidar as ofensas, foi jogado no chão e espancado inicialmente pelo vigilante e, para piorar ainda mais sua situação, foi agredido por um grupo de moradores do condomínio.


A Polícia Militar foi acionada e uma guarnição da 12ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foi ao local para a tender a ocorrência.


Todos os envolvidos foram levados para o 1º DIP, inclusive o vigilante da empresa Patrimônio, que foi o principal acusado pelas ofensas e de ter iniciado a agressão ao motoboy.

 

A frente da delegacia ficou repleta de motoboys

que foram levar apoio ao colega agredido no

condomínio (Fotos: Divulgação)


Em sua defesa, o entregador disse que os clientes são informados e aceitam as regras para receberem os produtos solicitados nas portarias dos condomínios onde moram.


O vigilante e o grupo de moradores que foi acusado de agredir o motoboy Anderson Souza não quiseram falar nada à imprensa e disseram que só se defenderiam diante do delegado do DIP.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram

Entre no nosso Grupo de WhatsApp.


O motoboy recebeu apoio de colegas de profissão que ocuparam o pátio do 1º DIP e também protestaram contra à discriminação que a categoria sofre nas portarias de condomínios de Manaus.

 

VEJA VÍDEOS:  

COMENTÁRIOS
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2021. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.