NOTÍCIAS
Curiosidade
13/07/2020

Por que o cloro é usado no tratamento da água de piscinas?

Compartilhar:
Foto: Divulgação

Mas você já se perguntou por que o cloro é largamente utilizado para esse fim?

No passado, o conhecimento humano sobre as reações químicas não era tão profundo quanto é agora. Da mesma forma, os homens das cavernas não tinham um entendimento profundo da contaminação de germes ou bactérias.

 

No entanto, agora que temos a riqueza do conhecimento científico por trás disso, o que é uma coisa muito boa. Um bom exemplo disso é a adição de produtos com cloro às piscinas para deixar a água tratada.

 

Mas você já se perguntou por que o cloro é largamente utilizado para esse fim?

 

Veja também 

 

A maior tartaruga da história era do tamanho de um carro e tinha até chifres. VEJA

 

Caso do acidente com naja: como criar uma cobra em segurança?

 

Ao longo desse artigo, nós vamos explorar os principais fatores que ajudam a explicar por que o cloro é um dos produtos mais utilizados na hora de tratar piscinas e como ele consegue garantir a devida qualidade da água.

 

De onde vem a versatilidade do cloro na purificação da água de piscinas?

 

Usando cloro na água da piscina

 

Antes de falarmos sobre o cloro em si, precisamos entender primeiramente que existem várias maneiras pelas quais a água da sua piscina pode ser contaminada. No geral, os agentes contaminantes podem ser tanto ambientais quanto causados por seres humanos.

 

Basicamente, os contaminantes ambientais incluem poeira e detritos soprados pelo vento e chuva, especialmente em regiões que sofrem grandes e constantes variações climáticas.

 

No entanto, se a piscina em questão contar com algum tipo de cobertura, as chances de contaminação ambiental são menores, obviamente. Ainda assim, a água também pode ser contaminada pelo homem através da transpiração, substâncias cosméticas, saliva, urina e outros materiais indesejáveis.

 

Desse modo, é crucial que a água da sua piscina seja tratada regularmente e que altos níveis de higiene sejam mantidos a todo momento. Para fazer isso, um processo comumente denominado “cloração da água” pode ser realizado.

 

Nesse caso, uma solução de cloro é adicionada à água. Posteriormente, essa substância se decompõe em vários compostos químicos que incluem principalmente ácido hipocloroso (HOCl) e íons de hipoclorito.


Para maximizar o potencial de limpeza do cloro, é importante que o pH da água da piscina não seja muito alto nem muito baixo. A faixa ideal de pH para a água da piscina é de 7,2 a 7,6. Porém, a faixa dos 7,4 é o valor específico.

 

O que há de tão especial no cloro para o tratamento da água de piscinas?

 

Piscina com água

 

Em suma, a importância do cloro como agente de descontaminação da água tem a ver com algumas reações químicas muito básicas. O cloro na forma de ácido hipocloroso (ou íons de hipoclorito) apresenta a capacidade de limpar a água atacando os lipídios nas paredes celulares de bactérias e outros microorganismos.

 

Além disso, é interessante mencionar que o cloro também ataca estruturas e enzimas dentro das próprias células bacterianas, tornando-as totalmente inofensivas. Ou seja, levando em consideração o fato de que os microorganismos e os germes representam uma ameaça significativa na água da piscina, o cloro faz um trabalho excepcional em eliminá-los e tornar a água aceitável para o uso humano.



No entanto, é de extrema importância tomar cuidado com algumas propriedades do cloro, como veremos no tópico a seguir.

 

Por que devemos tomar cuidado com esse elemento químico?

 

Cloro na água da piscina

 

 

Embora o cloro inegavelmente ajude a descontaminar a água, os inconvenientes em potencial que podem surgir a partir do tratamento da água da piscina com esse elemento químico não podem ser ignorados.

 

Primeiramente, ele possui um cheiro muito nítido e característico, que não é particularmente atraente para muitas pessoas. Além disso, ele também pode causar irritações e coceiras na pele, o que é algo completamente incômodo, especialmente para os nadadores.

 


Também vale destacar que os íons de hipoclorito podem grudar nos tecidos se não forem lavados imediatamente após sair da piscina. De fato, esta é a principal razão pela qual as cores dos trajes de banho tendem a desaparecer rapidamente. Da mesma forma, em níveis incomumente altos, o cloro pode até causar problemas respiratórios e ser prejudicial à saúde humana.

 

Por conta disso, fica fácil entender por que é importante que uma quantidade regulada de cloro seja adicionada à água da piscina para garantir que seu potencial de limpeza seja maximizado sem comprometer a saúde humana. O vídeo abaixo explica em detalhes como calcular a quantidade correta de cloro a ser colocado na água da piscina:

 

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram. 
Entre no nosso Grupo de WhatApp.

 

De resto, lembre-se de agradecer pela existência do cloro na próxima vez em que você for aproveitar uma tarde inteira na piscina. No fim, essa pequena substância especial faz todo o trabalho de limpeza sem grandes problemas enquanto você mergulha na água para se refrescar nos dias ensolarados!


Tricurioso

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.