21 de Julho de 2024 - Ano 10
NOTÍCIAS
Saúde
22/02/2024

Saúde divulga informe epidemiológico de arboviroses no Amazonas

Foto: Divulgação/FVS-RCP

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), unidade vinculada à Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES), divulga, nesta quinta-feira (22/02) o Informe Epidemiológico das Arboviroses no Amazonas. O levantamento está disponível no site da FVS-RCP.

 

No Amazonas, no período de 1º de janeiro até esta quinta-feira (22/02), foram notificados 11.422 casos suspeitos de arboviroses, sendo confirmados, por critério laboratorial ou clínico-epidemiológicos, 1.915 para dengue, 4 para Chikungunya, 7 para Zika e, especificamente por critério laboratorial, 1.398 casos de Febre Oropouche, 2 casos de Febre do Mayaro. Os dados constam no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) e no Gerenciador de Ambiente Laboratorial (GAL).

 

Na lista de municípios do Amazonas com maior quantidade de casos notificados para arboviroses: Manaus (5.235), Tefé (645), Manacapuru (543), Lábrea (529), Coari (505), Iranduba (466), Carauari (457), Tonantins (252), Envira (244), Presidente Figueiredo (180).

 

Veja também

 

Prefeitura de Manaus realiza abertura oficial da vacinação contra dengue na USF Parque das Tribos

 

Rara varíola do Alasca faz primeira vítima nos EUA. Devemos nos preocupar?

 

DENGUE

 

Com o informe, além de apresentar o total de notificações de casos suspeitos, a FVS-RCP passa a divulgar casos confirmados de dengue por critério laboratorial ou clínico-epidemiológico.

 

A mudança na divulgação segue orientação do monitoramento nacional de arboviroses do Ministério da Saúde e representa um detalhamento epidemiológico necessário para melhor compreensão do cenário.

 

OROPOUCHE

 

A identificação dos casos confirmados de Febre Oropouche ocorre a partir de investigação dos descartados de dengue.

 

Dessa forma, há, ainda, no cenário de arboviroses no Amazonas, a confirmação de 1.398 casos para Febre Oropouche (por critério laboratorial). Os dados da doença constam no GAL.

 

A apresentação do dado de Febre Oropouche ocorre de maneira segmentada, devido a necessidade de monitorar a circulação do vírus

 

Oropouche, cuja confirmação do diagnóstico, atualmente, se faz por meio de testagem de pacientes notificados e com resultados negativos para dengue.

 

PREVENÇÃO

 

A melhor forma de evitar as arboviroses é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação de mosquitos transmissores das doenças. Além dessas medidas, a prevenção contra a Febre Oropouche envolve, ainda, evitar adentrar em locais de mata e beira de rios (principalmente entre 9 e 16 horas), limpeza de quintais, evitando o acúmulo de matéria orgânica e, quando possível, recomenda-se o uso de repelentes.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.

Entre no nosso Grupo de WhatAppCanal e Telegram

LEIA MAIS
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Acompanhe o Portal do Zacarias nas redes sociais

Copyright © 2013 - 2024. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.