NOTÍCIAS
Geral
24/01/2020

Veterinário explica erros cometidos por garota mordida no rosto por cão

Compartilhar:
Foto: Reprodução

Veterinário explica erros cometidos por garota mordida no rosto por cão

Imagens de um pastor-alemão mordendo o rosto de uma adolescente argentina viralizaram na internet dias atrás. Veterinário esclarece motivações do ataque e mostra como evitar situações assim.

 

As fotos rodaram o mundo todo graças à velocidade das redes sociais. A argentina Lara Sanson, 16 anos, posa para a câmera abraçando o pastor-alemão de um amigo.,

 

A sequência das imagens mostra, então, o animal mordendo o rosto da adolescente e, depois, as consequências: vários pontos na bochecha, no supercílio e no canto da boca.

 

Veja também

 

Leão arrasta javali pelo focinho na frente de turistas na África do Sul. VEJA VÍDEO

 

Sucuri gigante tenta engolir vaca, mas tem final surpreendente. VEJA VÍDEO

 

Ao postar as fotos no Twitter, na semana passada, a adolescente disse que não culpava o animal, pois, em sua opinião, ele só havia reagido daquela maneira porque se "sentiu invadido". Ela está certa?

 

Em parte, sim. Mas a explicação mais provável — e mais precisa —, segundo o médico veterinário Paulo César Tannus, é que o animal tenha se sentido ameaçado. Segundo o especialista, o cachorro pode ter interpretado o ato de ser apertado como um sinal de perigo para ele.

 

Tannus explica que a jovem argentina agiu de duas formas que é bom evitar com cachorros que não se conhece muito bem — caso de Lara, que estava perto do pastor-alemão de um amigo.

 

Em primeiro lugar, aproximou-se muito do focinho do animal; e, em segundo, fez com que o cão se sentisse preso. Essa segunda ação, diz o veterinário, deve ser evitada "principalmente quando o bicho está no próprio território".

 

 

Tutor deve repreender ataques

 

Ainda de acordo com ele, a maneira como o cão foi educado influencia diretamente em como ele reage a situações de alerta. Porém, caso o pet reaja de forma agressiva a um "carinho exacerbado", o tutor deve "repreendê-lo no momento do acontecimento", para que o caso não se repita. É aconselhado que o animal seja punido de alguma forma, por exemplo, deixando de receber um petisco.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram

Entre no nosso Grupo de WhatsApp.

 

 

Outra dica importante: quando houver ferimento causado por mordida de um cachorro, é indicado que a vítima vá ao hospital imediatamente, para tomar as vacinas antirrábica e antitetânica. Além disso, o animal deve ser observado por 40 dias após o incidente. 

 

Correo Braziliense 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.