Notícias

Compartilhar Imprimir

Manaus

02/03/2014

Artur Neto e José Aldo são destaques da "Unidos do Alvorada" no Sambódromo; confira fotos!

Compartilhar:

O campeão mundial do Ultimate Fighting Championship (UFC), José Aldo, foi o grande destaque do Desfile das Escolas de Samba do Grupo Especial de Manaus, realizado na noite deste sábado (1º) e na madrugada deste domingo (2º). Segundo dados da Polícia Militar, o evento contou com pouco mais de 25 mil pessoas no Sambódromo da capital. A chuva espantou o público, mas não desanimou os foliões.

 

Desfiles atraíram público de aproximadamente 25 mil pessoas, segundo a Polícia Militar


A apresentação começou, pontualmente, às 20h, com a agremiação Andanças de Cigano, seguida das escolas Unidos do Alvorada, A Grande Família, Balaku-Blaku, Mocidade Independente da Aparecida, Reino Unido da Liberdade, Sem Compromisso e Vitória Régia. A escola campeã do Grupo Especial de Manaus será conhecida na próxima segunda-feira (3), a partir das 14h.


Andanças de Cigano


A escola que abriu a noite de desfiles do Grupo Especial este ano foi a GRES Andanças de Cigano, trazendo o enrendo "Vou às compras, que legal, meu destino é a Marechal". Durante 68 minutos de desfile, a agremiação homenageou a Rua Marechal Deodoro, no Centro de Manaus.


Unidos do Alvorada

 

Levou o  prefeito de Manaus e ídolo amazonense do MMA, José Aldo


Com a bateria representando guerreiros espartanos, a agremiação do Bairro Alvorada homenageou o grande ídolo amazonense do MMA, José Aldo. Sob forte chuva, a letra do samba-enredo anunciava "Depois da tempestade, a bonanza". Não podia ser mais conveniente. Aldo desceu a avenida em um dos carros, juntamente com o prefeito de Manaus, Artur Neto, recebendo todo o louvor do público. Ao final do desfile teve uma recepção acalourada dos foliões.


Grande Família homenageou trajetória de Ednelza Sahdo

 



A escola de samba do Bairro São José homenageou uma das grandes porta-bandeiras da escola, Ednelza Sahdo. Grande talento da escola e sempre com bons resultados nos desfiles clássicos da escola, a passista, hoje sexagenária, teve a trajetória homenageada pela agremiação, que revisitou todas as grandes expressões culturais protagonizadas por Ednelza.


Balaku Blaku

 

Passista mostrou animação e simpatia


A Balaku Blaku passeou pelas lendas amazônicas ao adotar como enredo a Ilha de Marapatá, conhecida nacionalmente devido ao Romande de Mário de Andrade, 'Macunaíma'. Brincando com o mistério das águas amazonenses, a escola trouxe mitos e lendas para a avenida. A ilha, que fica próximo a Manaus, ganhou mais um registro cultural com a homenagem feita pela Balaku Blaku.

 


Cadeirante não perdeu o pique e mostrou animação na avenida do samba


Mocidade Independente de Aparecida


A quinta agremiação do Grupo Especial a desfilar na avenida trouxe para o Sambódromo o enredo ‘Centro de Amor, Centro de Vida - História e Alma de um Povo’, o qual, segundo a escola, é um grito de alerta em defesa do Centro Histórico de Manaus. A vencedora do Carnaval 2013 abriu sua apresentação com uma alegoria de duas faces, representando o extinto Cemitério de São José e a Praça da Saudade. Apartir daí, a agremiação resgatou as belezas da 'Belle Époque', relembrarando as levas de imigrantes que formaram a população manauara. A última parte do desfile destacou a recente revitalização do Centro da cidade, com a alegoria ‘O Sol Volta a Brilhar – Revitalização – A Valorização do Passado’.

 


Mestre-sala e porta-bandeira da Reino Unido defenderam as cores da escola na avenida


Reino Unido da Liberdade


Com 30 anos de história no carnaval de Manaus, a 'verde e branco do Morro', neste carnaval, prestou uma homenagem a própria agremiação, com o samba enredo “No Reino do Carnaval já Sorri, já Chorei, Sambei... e a Liberdade Conquistei". A escola resgatou, em grandes alegorias, a história dos melhores carnavais do Morro. Um dos destaques que chamou atenção do público na avenida, foi a alegoria "Se Navegar é Preciso vou de Caravelas", em que uma viagem portuguesa recorda o desfile de 1997, momento que a consagrou tri-campeã do carnaval.

 

.
Porta-bandeira da agremiação Sem Compromisso,

que neste ano contou a história das motocicletas


A forte chuva não desanimou os brincantes da 'Sem Compromisso'. Por outro lado, a escola 'acelerou' o público com um enredo que conta a história das motocicletas, desde o período Renascentista de Leonardo da Vinci. A escola foi a primeira a ultrapassar o tempo permitido de desfile, encerrando a apresentação com um minuto de atraso. O pintor de 'Monalisa' foi representado logo pela comissão de frente, em que artistas encenaram o momento em que Da Vinci esboçou o primeiro veículo de duas rodas já elaborado. A partir daí, os carros alegóricos contaram, paulatinamente, a evolução das motocicletasfrente as novas tecnologias. A última alegoria, por exemplo, levou automóveis 'voadores' a avenida.

 

Vitória Régia


Sob as bênçãos do pai oxalá, a verde e rosa da Praça 14 foi a última escola se apresentar no Sambódromo. A escola celebrou, em seu enredo, os 130 anos da abolição da escravatura no Amazonas. Em uma verdadeira celebração dos povos negros, a Vitória Régia utilizou-se de elementos acrobáticos para compor a coreografia dos dançarinos da comissão de frente. A bateria incorporou a cultura 'afro' ao incluir, pela primeira vez na história do Carnaval de Manaus, o berimbau, instrumento característico da capoeira. O tema da agremiação ofereceu um toque diferenciado ao gingado brasileiro, ao mesclar passos de danças africanas ao samba tradicional.

 

Fonmte: G1 AM
 

Comentários

Max P. Santos - 25/04/2014
Como haviam informado "Cadeirante não perdeu o pique e mostrou animação na avenida do samba" tenho algumas fotos do dia 14/06/2013 na G.R.E.S. VITÓRIA RÉGIA, na Praça 14 em Manaus. Gostei muito do ensaio. Att: Max

Deixe seu comentário

Nome:

Mensagem:

publicidade

Copyright © 2013 - 2018. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.